Quando a Psicoterapia funciona.

Quando a Psicoterapia funciona. Psicóloga SP




Era uma vez uma jovem chamada S. que estava enfrentando uma grande crise em sua vida. Ela se sentia presa em um relacionamento abusivo e não sabia como sair dele. 

Além disso, S. tinha baixa autoestima e sentia que não era boa o suficiente para conseguir um emprego melhor.

Um dia, S. decidiu procurar ajuda e marcou uma consulta com a psicóloga Maristela. Maristela era uma terapeuta experiente e dedicada, e estava pronta para ajudar S. a enfrentar seus problemas.

Nas primeiras sessões, S. se sentia insegura e não sabia muito bem como expressar seus sentimentos. Mas a psicóloga foi paciente e gentil, e aos poucos S. começou a se abrir. 

Ela compartilhou suas experiências traumáticas com o relacionamento abusivo e como isso a havia afetado. 

Maristela ouviu atentamente e ajudou S. a compreender que não era culpa dela e que ela merecia ser tratada com respeito e amor.

Durante as sessões seguintes, a psicóloga ajudou S. a identificar seus padrões de pensamento negativos e a mudá-los. 

S. começou a ver que era uma pessoa valiosa e que merecia coisas boas na vida. 

Ela começou a buscar novas oportunidades de emprego e a se candidatar a cargos melhores.

Com o tempo, S. desenvolveu habilidades de comunicação assertiva e aprendeu a estabelecer limites saudáveis em seus relacionamentos. 

Ela conseguiu sair do relacionamento abusivo e se sentiu mais forte e confiante do que nunca. 

psicóloga continuou a apoiar S. em seu processo de cura e crescimento, e S. se tornou uma pessoa mais feliz e realizada.

Graças ao seu comprometimento com a Psicoterapia,  S.  passou a transformar sua vida e a encontrar uma nova perspectiva. 


Quando a Psicoterapia funciona sua vida pode mudar.


A psicoterapia pode ser uma ferramenta eficaz para ajudar pessoas a lidar com uma ampla variedade de problemas emocionais e psicológicos, desde transtornos de ansiedade e depressão até problemas de relacionamento e estresse no trabalho. 

Quando a terapia funciona, ela pode ajudar os pacientes a:

  • Desenvolver habilidades para lidar com problemas emocionais: 

A terapia pode ajudar os pacientes a desenvolver habilidades para lidar com problemas emocionais, como medo, ansiedade, raiva, tristeza, inveja, ciúme e solidão. 

Os pacientes podem aprender técnicas de relaxamento, como a respiração profunda e a meditação, e aprender a lidar com pensamentos negativos e distorcidos.
  • Melhoram relacionamentos interpessoais: 

A terapia pode ajudar os pacientes a melhorar seus relacionamentos interpessoais, incluindo com familiares, amigos e parceiros românticos. 

Os pacientes podem aprender a se comunicar melhor, definir limites saudáveis e reconhecer padrões de pensamento e comportamento que afetam seus relacionamentos.
  • Aprender a lidar com o estresse: 

A terapia pode ajudar os pacientes a lidar com o estresse e a pressão do dia a dia, incluindo o estresse relacionado ao trabalho, escola ou vida pessoal. 

Os pacientes podem aprender a desenvolver hábitos saudáveis, como exercício físico e sono adequado, e encontrar maneiras de reduzir a ansiedade e o estresse.
  • Identificar e compreender melhor seus sentimentos e emoções: 

  • A terapia pode ajudar os pacientes a aprender mais sobre seus sentimentos e emoções, incluindo como eles são afetados pelo ambiente ao seu redor, experiências passadas e eventos presentes, colaborando assim, para o resgate do amor próprio.

    Isso pode ajudar os pacientes a identificar padrões de pensamento e comportamento que não são saudáveis ou construtivos e encontrar maneiras de mudá-los.

  • Passam enxergar suas qualidades, melhorando sua autoestima;
A terapia pode ajudar os pacientes a melhorar a autoestima e o bem-estar geral. 

Os pacientes podem aprender a aceitar a si mesmos e a reconhecer suas próprias qualidades positivas, o que pode ajudá-los a se sentir mais confiantes e positivos em relação à vida.

    Com a ajuda da terapia, as pessoas aprendem a se valorizar mais, identificando suas qualidades e reconhecendo suas conquistas. Isso pode ajudar a melhorar a autoestima e autoconfiança, o que é fundamental para uma vida mais feliz e saudável.

  • Aprendem a tomar as próprias decisões e expor sentimentos;
    A terapia ajuda as pessoas a desenvolver a capacidade de tomar decisões mais conscientes e assertivas, baseadas em seus próprios valores e necessidades. Também ajuda a expressar sentimentos de maneira mais clara e saudável, o que pode melhorar muito os relacionamentos.

  • Não se contaminam pelas emoções ruins do ambiente;
    Com a ajuda da terapia, as pessoas aprendem a identificar e lidar com suas próprias emoções de maneira mais saudável, o que as torna menos suscetíveis às emoções negativas dos outros. Isso pode ajudar a evitar conflitos desnecessários e a manter relacionamentos mais saudáveis.

  • Dizem "Não" aos relacionamentos abusivos;
    A terapia pode ajudar as pessoas a desenvolverem uma maior autoestima e autoconfiança, o que é fundamental para conseguir dizer "não" a relacionamentos abusivos. Quando uma pessoa tem uma baixa autoestima, pode se sentir insegura e vulnerável, o que a torna mais propensa a aceitar comportamentos abusivos por parte de um parceiro.

    Durante a terapia, o terapeuta pode ajudar o paciente a identificar os sinais de relacionamentos abusivos e a compreender como esses relacionamentos afetam sua vida e bem-estar. 

    A psicóloga pode ensinar ao paciente a importância de estabelecer limites saudáveis em um relacionamento e a desenvolver habilidades de comunicação assertiva para expressar seus sentimentos e necessidades.


  • Desenvolvem a capacidade de reversibilidade adquirem coragem para enfrentar novos riscos; 
A terapia pode ajudar a pessoa a superar medos e inseguranças, permitindo que ela se arrisque mais e experimente coisas novas. Isso pode levar a uma vida mais emocionante e gratificante.
  • Ampliam a capacidade de organização cognitiva e tendem a levar uma vida mais organizada, obedecendo o SEU CONCEITO de organização;
    Com a ajuda da terapia, as pessoas aprendem a organizar seus pensamentos e emoções de maneira mais eficaz, o que pode levar a uma vida mais organizada e produtiva em geral.
  • Não deixam de ter sentimentos ruins, (como inveja, ciúme,raiva e medo) mas compreendem o que eles significam.
    A terapia pode ajudar a pessoa a entender melhor as emoções e necessidades dos outros, o que pode melhorar muito as habilidades sociais e os relacionamentos em geral.

  • Autorizam-se a mudar. Dão se ao luxo de mudar de opinião no momento em que bem entender, afinal, estão ampliando seu senso crítico e retirando as máscaras;
    Com a ajuda da terapia, as pessoas aprendem a lidar com seus próprios sentimentos negativos de maneira mais saudável e consciente, permitindo que elas compreendam melhor o que esses sentimentos significam.

  • Não vive em busca de um "Sentido para a existência", pois aprendeu que a vida deve ser vivida momento-a-momento, e não como uma novela. 
    A terapia pode ajudar as pessoas a se concentrar no presente, em vez de se preocupar com o passado ou o futuro. Isso pode levar a uma vida mais equilibrada e feliz.
  • Supera-se a dependência afetiva, pois aprendeu que não devemos nos anular por amor; na verdade, o afeto serve para construir, para dar qualidade às relações e não para escravizar.
Com a ajuda da terapia, as pessoas aprendem a valorizar a si mesmas e a buscar relacionamentos saudáveis e gratificantes, em vez de se submeter a relações abusivas ou tóxicas.

  • Aprendem que o verdadeiro perdão é aquele que proporciona a serenidade, não o esquecimento.
A terapia pode ajudar as pessoas a entender que o perdão não significa necessariamente esquecer ou justificar comportamentos negativos, mas sim encontrar paz e serenidade dentro de si mesmo.

    Além disso, a terapia pode ajudar a pessoa a entender os padrões de comportamento disfuncionais que possam ter sido estabelecidos em sua vida, muitas vezes desde a infância, que podem torná-la mais propensa a aceitar relacionamentos abusivos. 

    Com essa compreensão, o paciente pode trabalhar para mudar esses padrões de comportamento e estabelecer novos hábitos mais saudáveis em seus relacionamentos.

    Por fim, a terapia pode ajudar a pessoa a desenvolver a confiança e a capacidade de tomar decisões autônomas. 

    Quando uma pessoa se sente confiante em sua capacidade de tomar decisões e cuidar de si mesma, ela se torna menos propensa a permanecer em um relacionamento abusivo e mais capaz de sair dele, se necessário.

Ñem todas as terapias funcionam da mesma forma


A terapia pode exigir um compromisso a longo prazo e pode ser um processo desafiador, pois muitas vezes envolve lidar com emoções difíceis e confrontar padrões de pensamento e comportamento que são profundamente arraigados. 

Além disso, nem todos os psicólogos são igualmente qualificados ou adequados para todas as pessoas. 

Saiba como escolher o Psicólogo certo.

É importante encontrar um terapeuta com quem você se sinta confortável e confiante e que tenha experiência em lidar com os seus problemas específicos.

Embora a terapia seja uma ferramenta poderosa para ajudar as pessoas a superar seus problemas emocionais e psicológicos, nem sempre funciona para todos os indivíduos. 

Existem algumas razões pelas quais a terapia pode não funcionar, tais como:

  • Falta de comprometimento: para que a terapia seja eficaz, é importante que o paciente esteja comprometido em participar ativamente do processo terapêutico. 

Isso significa comparecer às sessões regularmente, ser honesto com o Psicólogo e estar disposto a fazer mudanças em sua vida. Se o paciente não estiver comprometido com o processo, é improvável que a terapia funcione.

  • Expectativas irrealistas: algumas pessoas esperam que a terapia resolva todos os seus problemas de uma vez por todas e em um curto período de tempo. 

No entanto, a terapia é um processo gradual e pode levar tempo para obter resultados significativos. Se as expectativas do paciente forem irrealistas, ele pode se sentir desapontado e desistir do tratamento.


  • Problemas de saúde mental graves: em alguns casos, o paciente pode ter problemas de saúde mental mais graves que requerem tratamento médico ou psiquiátrico. 

Nesses casos, a terapia pode não ser suficiente para tratar os problemas do paciente, exigindo também o apoio de um psiquiatra.

É importante lembrar que a terapia é um processo individual e que pode haver várias tentativas até encontrar o terapeuta e a abordagem certa para cada pessoa. Se a terapia não funcionar com um terapeuta, é sempre possível procurar outro para ajudar no tratamento.


Quando a Psicoterapia funciona sua vida pode mudar.


Se você está considerando uma consulta com Psicóloga leia as informações abaixo:

Não existe distância entre a Psicologia e você. 

Consulta com Psicóloga:
Preço: R$ 92,00 (1ª sessão) - sessões recorrentes (R$ 102,00).
Duração: Até 50 minutos
Frequência: semanal, quinzenal ou mensal
Público: Pessoas com mais de 15 anos
Psicóloga: Maristela V. Botari/SP CRP-SP 06-121677
Abordagens: Terapia Cognitivo Comportamental e Humanista
Agendamento:


Endereço: 
Consultório da Avenida Paulista 
Av. Paulista, 2001 – Cj 1911 – 19 andar. 
Bela Vista - S. Paulo/SP CEP 01311-931.